Meio Ambiente

Secretaria de Estado do Meio Ambiente

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Ação do Projeto Lixo que Vale retira 900 kg de resíduos recicláveis na APA da Fazendinha

Por: Iran Froes - 11/06/2018 - 09:07

Foto: Iran Froes

Dezenas de pessoas trocaram resíduos sólidos recicláveis por "dinheiro verde" simbólico durante uma ação do Projeto Lixo que Vale do Governo do Amapá, como parte da programação do Junho Verde. A ação foi coordenada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), na manhã desta sexta-feira, 8, na Área de Proteção Ambiental (APA) da Fazendinha, em Macapá.

A Sema contou com a participação dos moradores do entorno da APA para coletar os resíduos recicláveis, totalizando 913,1 kg. Só de plástico foram 651,6 Kg; garrafas de vidro somaram 199 unidades, correspondendo a 100 kg, aproximadamente; a quantidade de alumínio recolhido foi 149 kg e inox, 12,5 kg.

Mais de R$ 900 em "dinheiro verde" foram trocados por alimentos em três estabelecimentos credenciados pelo Lixo que Vale. A coordenadora do projeto, Camila Brito, ressaltou que ele ajuda a comunidade ter uma renda extra. “Além de incentivar as pessoas a coletarem o lixo que despejam no meio ambiente, ajuda as famílias a adquirirem uma renda extra que contribui na compra de alimentos”, explica a coordenadora.

Uma das ideias do projeto é fazer com que os moradores gerenciem de forma adequada os resíduos recicláveis descartados na natureza. O morador do Igarapé da Fortaleza, Benedito Dias, 27 anos, entendeu a proposta e levou para a ação materiais como garrafas de plástico e vidro, para a pesagem. “Esse trabalho serve para incentivar a comunidade a limpar o próprio bairro”, avaliou.

Na quinta-feira. 7, uma ação de educação ambiental coletou cerca de meia tonelada de lixo na APA do Curiaú, na zona norte de Macapá, também, como parte da programação do Junho Verde. Na terça-feira, 5, quando se comemorou o Dia Mundial do Meio Ambiente, amapaenses foram desafiados a não usar sacolas plásticas por um dia e substiuí-las por sacolas retornáveis. E na segunda-feira, 4, foi a abertura da programação no auditório da Sema, em Macapá. 

No sábado, 9, será o encerramento das mememorações da semana do meio ambiente com o 1º Passeio Ciclístico Junho Verde. A concentração acontecerá às 8h, no complexo do Araxá, em Macapá, com largada às 8h30. 

O percurso vai da Avenida Beira-Rio passando pelas Ruas São José e Tiradentes e Avenidas Iracema Carvão Nunes e Mendonça Furtado, com destino à Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). Na chegada, haverá sorteio de vários prêmios entre os inscritos.

Para participar é necessário doar um quilo de alimento não perecível na portaria da Sema ou na concentração no dia do evento. Os alimentos arrecadados serão doados à Casa da Hospitalidade, no município de Santana.

Dinheiro Verde

Para o funcionamento do Lixo que Vale foi criado o "dinheiro verde". Trata-se de quatro tipos de cédulas com valor de R$ 0,30 e que são trocadas em postos credenciados pela Sema nos locais onde o projeto estiver acontecendo.

A troca funciona da seguinte maneira: o cidadão leva o material reciclável até um posto de coleta onde será pesado. Ele recebe o valor avaliado de seu material em notas de "dinheiro verde" e pode trocar as notas por qualquer produto equivalente ao valor, em real, em estabelecimentos comerciais credenciados. “É o lixo se transformando em bem de consumo para o cidadão”, destacou o secretário de Estado do Meio Ambiente, Bernandino Nogueira.

Uma empresa de reciclagem responsável por coletar o material reciclável é quem faz o depósito, em real, para que os estabelecimentos credenciados possam realizar as trocas.


Secretaria de Estado do Meio Ambiente
Av. Mendonça Furtado nº 53 - CEP: 68900 - 060 - Macapá/AP - Tel: (096) 40099450
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International

Amapá